inject tramadol hydrochloride tramadol 50 mg is tramadol drug tested for

order ultram Lancaster buy tramadol tramadol bijwerking na stoppen

vistaril for tramadol withdrawal where to buy tramadol can i take 3 50 mg tramadol

dj valium - omen iii ulub valium online no prescription volume pills discount code

big bazaar ambience mall gurgaon phone number ambien pill can babies take ambien

ambien cr 12.5 coupons zolpidem no prescription what happens if you crush up ambien

does tramadol show up as oxycodone tramadol overnight shipping tramadol feels amazing

provigil suicidal thoughts buy modafinil what is provigil 200 mg for

ambien cr vivid dreams buy ambien online meio ambiente in english

phentermine 30 mg time release buy phentermine phentermine and low dose prozac

Bandeira verde volta em junho

Energia - 30/05/2017 às 1h14

Não haverá cobrança adicional na fatura de energia dos consumidores.

Custos não são gerenciáveis pelas concessionárias

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL divulgou na última sexta-feira, 26, que a bandeira tarifária aplicada no mês de junho será a verde. Depois de dois meses seguidos de bandeira vermelha, a perspectiva de redução do consumo e maior afluência de vazões que chegaram aos reservatórios das hidrelétricas foram os motivos apontados pela agência reguladora para a mudança.

Vale lembrar que o desconto é proporcional ao período de consumo de cada fatura, ou seja, depende da data de leitura de cada consumidor. Por exemplo, se a leitura for realizada em 10/06 (período de consumo entre 10/05 e 10/06) serão cobrados proporcionalmente 21 dias com a bandeira vermelha que estava vigente em maio (10 a 31/05) e 10 dias com bandeira verde, sem custo adicional (01 a 10/06). A data de leitura pode ser consultada na própria fatura de energia.

O sistema de bandeiras tarifárias tem o objetivo de sinalizar o custo real da geração de energia, indicando se no período as condições de geração estão favoráveis ou desfavoráveis. Nos períodos em que a geração de energia está desfavorável é necessário o acionamento de usinas termelétricas, que tem custo mais elevado de produção.

O sistema de bandeiras tarifárias é totalmente gerenciado pela ANEEL, assim como a maior parte da composição final da tarifa de energia. Na média nacional 83% do total da tarifa de energia é composta por valores não gerenciáveis pelas concessionárias, sendo 29,5% tributos (como ICMS, Pasep e Cofins) e 53,5% referentes a compra de energia, geração, transmissão e encargos setoriais – valores regulamentados pela ANEEL. Apenas 17% são custos gerenciáveis pelas distribuidoras.

 

 

 

 

 

30/05/17

Seu navegador está desatualizado!

Atualize seu navegador para ver este site corretamente.Atualizar meu navegador agora

×