tramadol empeche dormir order tramadol no prescription tramadol hcl drug class

xanax and adderall for studying buy xanax street cost for xanax

valium al cane valium online valium 500

tramadol corta efeito anticoncepcional buy cheap tramadol where can i buy tramadol over the counter in the us

xanax withdrawal after long term use buy xanax online beriem xanax

can you take xanax on vivitrol buy xanax side effects of grapefruit and xanax

soma mehmet akif ersoy ilköğretim okulu mezunları buy soma windsurf sheraton soma bay

can you take lexapro with valium buy valium online without prescription farmaci simili al valium

la mejor viagra natural buy viagra professional online what is the usual dosage of viagra

strattera och add order strattera online strattera liver enzymes

Cocel realiza ações de conscientização sobre o “Setembro Amarelo”

Educação - 10/09/2019 às 6h16

Mês é referência da campanha de prevenção de suicídio

A equipe da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da Companhia Campolarguense de Energia – Cocel aderiu à campanha de conscientização de prevenção do suicídio que é intensificada durante todo o mês de setembro. Através da divulgação de informativos aos colaboradores pessoalmente e através de e-mails e aplicativos de mensagens a CIPA busca dar maior visibilidade ao tema.

O “Setembro Amarelo” existe no Brasil desde 2015 e é resultado de uma parceria do CVV – Centro de Valorização da Vida, Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Psiquiatria, com a proposta de associar a cor ao mês que marca o “Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio” – 10 de setembro. Durante todo o mês são realizadas ações de divulgação da campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio e também dos canais de comunicação de órgãos de apoio.

9 em cada 10 mortes por suicídio podem ser evitadas

Os números são alarmantes: 32 brasileiros se suicidam diariamente. No mundo, ocorre um suicídio a cada 40 segundos e a estimativa de especialistas é que o total de tentativas supere o de suicídios em pelo menos 10 vezes – de acordo com dados divulgados pela CVV. Por outro lado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que 9 em cada 10 mortes por suicídio podem ser evitadas – a prevenção é fundamental para reverter esta situação, garantindo ajuda e atenção adequadas. A campanha “Setembro Amarelo” busca compartilhar informações, esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas que contribuam para tirar o assunto da invisibilidade.

Reconhecer sinais de alerta pode ser o passo mais importante

O Ministério da Saúde define o suicídio como um “fenômeno complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero”. Saber reconhecer sinais de alerta em si mesmo ou em alguém próximo pode ser o primeiro e mais importante passo na prevenção. Nenhum sinal pode ser analisado isoladamente, mas alguns comportamentos devem chamar a atenção de familiares e amigos próximos, sobretudo se os sinais se manifestam ao mesmo tempo:

  • Aparecimento ou agravamento de problemas de conduta ou de manifestações verbais durante pelo menos 2 semanas;
  • Preocupação com sua própria morte ou falta de esperança;
  • Expressão de ideias ou de intenções suicidas;
  • Isolamento.

Como conseguir ajuda

Ligando para 188 – o CVV disponibiliza uma central de atendimento gratuita e disponível 24 horas, que presta apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

O Ministério da Saúde indica quatro passos fundamentais para ajudar uma pessoa sob risco de suicídio:

  • Converse: procure um local calmo e um momento apropriado, ouça sem julgamentos;
  • Acompanhe: fique em contato para acompanhar como a pessoa está se sentindo e o que está fazendo;
  • Busque ajuda profissional: incentive a pessoa a procurar ajuda e se ofereça para acompanhar a uma Unidade Básica de Saúde, CAPS e serviços de emergência;
  • Proteja: se há perigo imediato, não deixe a pessoa sozinha e assegure-se que não tenha acesso a meios para provocar a própria morte (medicamentos, armas de fogo, pesticidas, entre outros).

Mais informações em www.setembroamarelo.org.br.

10/09/2019