soma de dois irracionais soma online soma carafe

online pharmacy reviews valium valium generic effects of 2mg valium

tramadol rausch dosierung tramadol 50 mg which is better tramadol or toradol

can you take xanax and cipro together xanax online no prescription xanax bırakırken etkileri

soma and celexa interactions order soma online somac and nexium

soma mellei order soma assistir o filme a soma de todos os medos

innehГҐll tramadol buy tramadol tramadol withdrawal forums

shokugeki no soma 26 mcanime buy soma online como calcular a soma de um quadrado

chen phentermine phentermine online phentermine vasospasm

can i take ambien with phentermine buy ambien no prescription ambien hypertension

Projeto da Cocel leva iluminação eficiente e geração de energia às escolas municipais

Energia - 08/06/2021 às 8h27

“Iluminando o saber” beneficia 14 mil alunos diretamente

 A Companhia Campolarguense de Energia – Cocel está executando um projeto de eficiência energética (PEE) voltado à valorização da educação no município. Serão substituídas lâmpadas e luminárias por modelos eficientes em 35 escolas públicas municipais e na Vila Olímpica e instalados painéis fotovoltaicos em cinco escolas e na Vila Olímpica. Ao final do projeto a economia de energia será de mais de 270 MWh/ano (megawatts hora ao ano), o que equivale a aproximadamente R$180 mil economizados ao ano.

Batizado de “Iluminando o saber”, o projeto visa melhorar o espaço de aprendizagem, reduzir desperdícios e estimular novas ações voltadas à eficiência energética.  Todas as salas de aula das 35 Escolas Municipais terão lâmpadas mais eficientes e instaladas conforme projeto de adequação da luminosidade. Além da Vila Olímpica Antônio Lacerda Braga, as Escolas Municipais Vereador José Andreassa (Cercadinho), Monsenhor Ivo Zanlorenzi (Bom Jesus), Reino da Loucinha (Centro), Dona Fina (Ferraria) e Augusto Pires de Paula (Três Córregos) receberão os painéis fotovoltaicos. O projeto iniciou em 2019 com a realização de vistoria e análises técnicas em todos os espaços e aquisição dos equipamentos, as instalações iniciaram em 2020 e o projeto deve ser concluído em 2021. Mais de 14 mil alunos serão diretamente beneficiados.

O presidente da Cocel, José Arlindo Lemos Chemin, informou que o projeto busca valorizar as escolas e a educação do município, proporcionando melhorias no ambiente para alunos e professores, incentivando o uso de energia limpa e gerando economia. “Os valores economizados podem ser utilizados pela Secretaria de Educação em novos livros, uniformes, equipamentos, em outras melhorias para as escolas”, destacou Chemin.

De acordo com a gestora do PEE da Cocel, Schirlei Kotovicz, eficiência energética significa reduzir o consumo de energia sem perder a qualidade e reduzir o desperdício, além de incentivar o uso de equipamentos mais eficientes. Kotovicz lembra que “o último projeto realizado pela Cocel tornou o município referência em iluminação pública eficiente, os resultados foram tão significativos que o projeto foi o campeão do Prêmio Sesi ODS 2019 – que tem o objetivo de reconhecer e divulgar práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável realizadas pelas organizações”. A substituição das luminárias iniciou com o PEE da Cocel e a economia gerada possibilitou que o município desse continuidade e ampliasse o projeto – já são mais de 5 mil luminárias led instaladas nas vias públicas.

Nos últimos anos a Cocel realizou doze projetos de eficiência energética – que incluem a substituição de equipamentos de famílias de baixa renda (refrigeradores e lâmpadas), “eficientização” em prédios públicos, ações educativas, entre outros. Mais de R$ 5 milhões foram investidos, gerando uma economia de mais de 7,4 mil MWh/ano. Os projetos são realizados de acordo com a regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, que também é responsável pela fiscalização.

 

Diretoras das escolas que já contam com a nova iluminação ressaltam os benefícios da melhoria

Nas últimas semanas a substituição das lâmpadas foi concluída nas Escolas Municipais Carlos Drummond de Andrade (Centro), Maria Joana Ferreira Marochi (Jardim Esmeralda) e Hans Ernst Schmidt (Itaqui). A mudança foi aprovada pelas diretoras e também pela Secretária Municipal de Educação e Esporte, Dorotéa Stoco. Em visita às escolas para conferir o resultado, Stoco ressaltou que a economia no consumo de energia será de grande importância para o ensino municipal e também que a necessidade de manutenções será menor.

Claudia Aparecida dos Santos Prelhacoski, diretora da Escola Hans Ernst Schmidt, contou que já estão sendo planejadas atividades relacionadas ao consumo consciente e economia de energia para quando as aulas presenciais retornarem, dando destaque a este tema tão relevante. São 312 alunos que terão iluminação adequada nas salas de aula.

Claudia Prelhacoski e Dorotéa Stoco

Na Escola Maria Joana, que se destaca pela ampla área de vegetação preservada no espaço, o consumo consciente também será tema de estudo para os 560 alunos. A diretora, Josélia Costa Barros, conta que já vinha realizando algumas substituições de lâmpadas por modelos eficientes com o apoio da APMF (Associação de Pais, Mestres e Funcionários) e que a adequação da iluminação de todas as salas representou uma grande diferença para o espaço.

Josélia Barros e Dorotéa Stoco

A Escola Carlos Drummond é uma das campeãs em equipamentos substituídos – foram substituídos 33 refletores no ginásio de esportes e 458 lâmpadas nas salas de aula. Para a diretora, Jaqueline Merchiori, a mudança proporciona mais conforto aos alunos e professores contribuindo com a economia. São 725 alunos diretamente beneficiados.

José Arlindo Chemin e Jaqueline Merchiori

08/06/2021